Ninguém dava por eles e de repente foi uma escandaleira!

by - 2.3.15

Refiro-me aos vizinhos novos que, já não sendo novos, são pelo menos os vizinhos mais recentes. Aqueles que se mudaram há meses para a casa plantada lá ao fundo, ao pé da estrada. Aqueles que têm dois cães. Aqueles vizinhos que raramente vejo e que só sei que lá vivem porque os cães ladram, sinal de que estão vivos e de que alguém lhes dá comida. Os vizinhos que colocaram vasos de flores à volta de toda a casa e pintaram a portaleira das portas e janelas de verde. Está tão mimosa a casa! Aqueles vizinhos que parecem tão pacíficos!
Pois não sei o que aconteceu hoje. Enquanto almoçava ouvi uma gritaria tão grande na rua que me senti impelida a ir cuscar (e eu que não sou dessas coisas, acreditem!). Pensei que alguém se ia matar e os gritos eram tão altos, que pensei mesmo que se estavam a matar à frente do meu portão. Ele era alhos e bugalhos para aqui e para ali, um repetitivo "Vais-me bater é? Bate lá!" e outras coisas dignas de não serem reproduzidas. Quando me assegurei de que não se tratava de violência doméstica mas sim de um arrufo entre algumas pessoas que estavam a fazer um churrasco, voltei para casa. E lá se foi o som dos passarinhos a cantar num barrocal iluminado pelo sol primaveril. Rai's parta isto!

You May Also Like

7 comentários

  1. Há sempre esses vizinhos que são uma paz de alma até ao dia em que se passam =P Também já vi disso =P


    Beijinho*

    ResponderEliminar
  2. lol isto dos vizinhos tem mais que se lhe diga!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem mesmo. Eu nem costumo ter problemas com os meus. E isto não foi um problema... pelo menos não que me envolva a mim. Mas foi estranho!

      Eliminar
  3. Há de tudo, em todo o lado. Eu ontem, tive o caso de uma vizinha que andou a cantar aos quatro ventos (inclusive no face) que tinha um cocó de cão à porta de casa. E o alarido foi tal, que tive pena que só o tenha vislumbrado, e não o tenha pisado (apesar de achar que tinha razão. mas, aquilo quase deu direito a chamada de televisões ao local...)

    ResponderEliminar
  4. Até na mais pacífica das casas há discussão! É escusado é vir para a rua e confirmar isso a toda a gente! Até porque os outros não têm que ser incomodados com os nossos problemas...

    ResponderEliminar