Ao Barril

by - 8.6.15


O dia acordou cinzento e tratei de o iluminar pois não me pareceu que houvesse motivos para se estar tão rezingão num domingo. De pequeno almoço tomado decidi que o melhor era trocar os calções por umas calças afinal o dia insistia no ar zangado e eu não gosto de sentir frio. Calcei também sapatilhas e os chinelos cor-de-laranja e pretos, amuados, ficaram em casa. O biquini foi comigo, mesmo que timidamente escondido debaixo da roupa desportiva, não fosse dar-se o caso do sol decidir romper por entre as nuvens. Pareceu-me que não ia acontecer porque o dia estava mesmo com um ar cinzentão, mas reforcei a vontade de praia colocando o protector solar e a toalha dentro da sacola. 


O carro estacionou-se na estrada esburacada e lá fomos nós, primeiro pela ponte flutuante que balança ao sabor das águas aguçadas pelo vento e depois continuámos pelo caminho que passa junto à ria, lado a lado com as linhas de ferro por onde circulam aqueles dois velhos e lentos comboios que transportam os mais comodistas ao longo daquele quilómetro até à praia do Barril. Vimos o velho barracão que é abrigo dos comboios quando os longos anos de vida tratam de os fazer enfraquecer. Passámos pelos pinheiros que altos e arrogantes bloqueiam a entrada dos raios de sol. Chegámos à praia antes do comboio que preguiçoso decidiu ficar à espera que mais gente justificasse fazer a viagem. Antes da praia, a proteger as dunas como todos os anos, lá estavam elas, as âncoras guardiãs das histórias da pesca de atum que enchem aquela praia de memórias e de significados.

P.S. Fotos tiradas em 2013. As de ontem estão no instagram @vaniadmartins. Espreitem! :D

You May Also Like

5 comentários

  1. Respostas
    1. No Algarve, entre as cidades de Olhão e Tavira. Se vieres para cá algum dia, visita que vale a pena.

      Eliminar
  2. Muito bonita, habitualmente vou para a Rocha, Armação, mais ou menos por aí, nunca fui para essa zona, mas parece-me linda :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta zona é bem mais Algarve tradicional. Não está tão descaracterizada pelo turismo. É mais real. Eu prefiro e tu és capaz de gostar também.

      Eliminar
  3. que lindo, adorava visitar essa praia, é espantosa!

    ResponderEliminar