O despertador tocou às sete e quarenta e cinco e eu, como sempre, e mais hoje porque é sábado, achei que ainda tinha direito a mais dez minutos de sono. Acontece que dez minutos depois o despertador insistiu e quando vi as horas percebi que tinha sido um disparate dormir mais aquele tempo. Saltei da cama e o afortunado do cão ficou deitado por entre o edredão felpudo descomposto, a olhar para mim com ar de quem me acha maluca por estar de pé. Se ele não me acha maluca, eu acho! 

Lá fora o céu cinzento ameaçava um dia de chuva. O meu corpo reclamou e fui presenteada com uma valente dor de cabeça só para me lembrar da porcaria que pode ser acordar de manhã, em stress, e preparar-me rapidamente para sair, recorrer à base e ao iluminador de rosto para parecer fina e fresca, engolir o pequeno-almoço sem me sentar e estar na loja às 8:30 com o ar mais iluminado de sempre e um sorriso de orelha a orelha para receber quem entra. A dor de cabeça por esta altura já passou, os olhos já não devem estar inchados e eu estou aqui, porque hoje tenho por minha conta a Made In Loco e porque o faço com gosto. E se há conclusão que se pode tirar de tudo isto, é a de que a motivação nem por sombra de dúvida torna mais fácil o acto de madrugar. E a de que cada vez que entro nesta espécie de mercearia vintage made in loco e made with love tenho muita vontade de comprar tudo (mas isso já são outras conversas)!    

1 comentário

  1. Verdade. A motivação é meio caminho andando para que os nossos dias corram melhor :)

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Instagram