Fui aos Açores e comi, comi, comi. Pronto, é isso. Não, não tenho histórias mirabulantes para vos contar, essas terão que as viver vocês mesmos. Tenho as fotos para vos mostrar dos poucos momentos em que não estive a trabalhar (ou a comer).  É triste dizer-se isto duma viagem mas a verdade é essa: tenho a sensação que não fiz mais nada nas duas vezes que visitei a Ilha de São Miguel a não ser empanturrar-me em pequenas delícias nos intervalos do trabalho. Desde os pastéis de nata de ananás e maracujá aos queijos e bolos lêvedos, venha o diabo e escolha. Eu não fui capaz de escolher por isso provei tudo a que tinha direito.



Provei de tudo menos as lapas porque não sou apreciadora e deixei escapar a oportunidade. Até o raio do bife de vaca da Cooperativa, que dispensei comer por não ser apreciadora de carne de bovinos, tinha que me sair caro porque me deram um de porco do tamanho do prato. Eu, que sou esquisita com cheiros, nem recuei perante a pestilência a enxofre do cozido das furnas. Para terem uma ideia do descontrolo da situação, nesta segunda viagem, quando a senhora do check in me disse que a minha mala estava com um quilo a mais eu disse muito preocupada: "Ai que é dos queijos!" e a seguir pensei que se tivesse que escolher entre as sapatilhas de corrida e os ditos cujos, estava mais que decidido! Sapatilhas há muitas, pois claro.




Posto isto, vão-se lá deliciando com as fotos enquanto eu vou ali lamentar-me porque os bolos lêvedos que trouxe já se acabaram e dos queijos só me resta um niquinho que vai, muito em breve, passar à história.


1. Miradouro e Lagoa do Canário 






















Esta é, de longe, a foto mais importante. Ficou registada a primeira trinca da minha vida num bolo lêvedo, enquanto esperávamos que as nuvens abrissem e nos permitissem visualizar um palmo à frente do nariz no Miradouro do Canário. Se valeu a pena a espera? Valeu pois! O bolo lêvedo é que pode não ser da mesma opinião!








2. Ponta Delgada











3. Miradouro da Vista do Rei




4. Sete Cidades





5. Furnas

































E o arroz doce? Valerá a pena falar-vos do aveludado que era aquele arroz doce feito com as colheres de pau gigantes? Ah! E os tremoços com massa de pimentão? E já vos contei que nas Furnas fomos a uma fábrica de bolos lêvedos e comprámos o stock todo? Shame on us! ;)

5 comentários

  1. Já lá fui duas vezes. Adorei essa ilha :)) fotos lindas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também fui duas. Tenho que arranjar é oportunidade para conhecer as outras ilhas.

      Eliminar
  2. Que imagens maravilhosas! Quero tanto conhecer os Açores :)

    Um beijinho

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Instagram