Detesto que me digam o que consigo ou não consigo fazer. A única pessoa que pode impor limites a mim mesma sou eu.


P.S. Lá estou eu e o meu mau feitio :)

6 comentários

  1. Entao ja somos duas. Ja me basta quando eu tenho duvidas de mim propria quanto mais virem dizer o que consigo ou nao fazer.

    ResponderEliminar
  2. Me too! E detesto quando não consigo fazer ou perceber alguma coisa.

    Kill Your Barbies

    ResponderEliminar
  3. Ahahahahaah opa não podia deixar de rir com o teu "ps" porque, de repente, parece que ouvi a minha mãe na minha cabeça a dizer-me o mesmo. As pessoas bimbas, que se acanham, que engolem tudo, que não têm coragem para serem elas mesmas acabam por acusar os outros de mau feitio, é o que a minha mãe faz, a toda a hora.
    Mas não mudo, jamais, para agradar ninguém, mais do que os outros, estou eu primeiro e não é egocentrismo, é amor próprio mesmo.
    Fora isso, também detesto que me digam o que fazer ou não fazer, durante muito tempo não dei ouvidos a ninguém. Quando me diziam pra fazer assim eu contrariava, só para chatear ou então porque era o oposto do que eu queria, quando me diziam pra não fazer determinada coisa era aí que fazia ainda com mais gana! Mas a idade vai-nos moldando, e os tombos também, vamos aprendendo a saber ouvir a selecionar o que serve e a reciclar o que não precisamos.

    Adorei o teu blog!

    beijinho
    www.blogasbolinhasamarelas.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho que não é amor próprio e tê-lo é uma questão de sobrevivência. Concordo que temos também que saber escutar os outros e que em alguns casos isso pode ser muito útil, mas noutras situações escutar os Velhos de Restelo da vida pode impor-nos limites que não queremos ter (e que não precisamos de ter), por isso não tolero algumas coisas.

      Eliminar

Com tecnologia do Blogger.

Instagram