Se há viagens que fazemos com o coração esta foi uma delas. Foi a primeira viagem ao estrangeiro com o Sérgio e fomos ao encontro das minhas duas tias que vivem no sul de França. Foi o conhecer do mundo delas, o reencontrar os primos que não via desde a infância e o encantar-me pelo ar turístico e ainda assim bastante provençal da costa sul de França.

Gassin, Cogolin e Grimaud são pequenas vilas encantadoras, carregadas de pequenos detalhes muito mimosos e inspiradores. Foram as vilas que mais me marcaram porque são tranquilas e campestres, mesmo ali aos pés de centros turísticos bem mais movimentados. Eu que sou uma admiradora de decoração provençal e gosto de registar os pequenos detalhes achei que era um sítio onde não me importaria de ser feliz. Em Gassin, por ser um ponto alto, consegue-se visualizar os quatro pontos cardeais e ter uma perspetiva mais panorâmica de toda a zona.


A contrastar com a calmaria de tudo isto visitei Aix-en-Provence, um pouco mais para norte. Vale a pena fazer a viagem de carro, mesmo que se percam no regresso e vão parar a um caminho sem saída (guilty!). :) As estradas são boas, a paisagem interessante e passa-se por várias vilas engraçadas. Aix-en-Provence é uma cidade universitária que achei multicultural, moderna e no entanto não perdeu um certo ar campestre. Aí vi pela primeira vez um estabelecimento que em simultâneo vendia roupa e chá. Agora já é um cliché mas em 2011 para mim foi uma grande novidade! :) A arte encontra-se em cada canto, um pouco por todo o lado e nas suas mais variadas formas, o que é bastante interessante.
































A minha viagem foi no mês de setembro e parece-me que é mesmo a melhor altura para se visitar esta zona porque ainda está um clima agradável e já não encontramos multidões. Toda a costa litoral fica atolhada nos três meses da época alta e o trânsito é caótico, motivo pelo qual muita gente optou por comprar uma scooter (para evitar as filas na hora de ir e regressar do trabalho). Mesmo em setembro houve um dia que me demorei em Saint Tropez e no regresso a Cogolin, já no fim do dia, havia uma fila gigante. Um percurso que se faz normalmente em dez minutos demorou bem mais de meia hora.


Lavandue, Cavalaire sur Maire, Sainte Maxime, Saint Tropez e Port Grimaud (também conhecido com a Veneza francesa) são sítios marcadamente turísticos onde facilmente encontram marinas, gift shops, esplanadas e praias. Se se descuidarem pagam 10€ por um café em Saint Tropez portanto eu diria que não é sítio para se ficar muito tempo. :)  












































Ramatuelle é mais uma pequena vila cheia de detalhes e arte, mesmo ali aos pés do mediterrâneo. Em termos de natureza e praias foi a zona mais marcante para mim porque pudemos fazer um percurso pedestre pelo parque natural mesmo ali aos pés do mar cristalino e depois repousar na vila acolhedora a bebericar uma bebida, a relaxar e a encantar-nos com os pequenos e deliciosos detalhes.

























1 comentário

Com tecnologia do Blogger.

Instagram