Tenho uma relação antiga com Sevilha. Já perdi a conta ao número das vezes que visitei a cidade, mas não me canso dela, mesmo assim. Gosto-lhe das avenidas largas, das carroças puxadas por cavalos e do rio. Aprecio-lhe as pessoas, a comida e os espaços verdes. De tanto que nos sentimos bem por lá, decidimos, eu e o Sérgio, com uns amigos, que o final do ano 2016 seria lá celebrado. Mesmo sabendo que não é uma cidade dada a grandes passagens de ano, lá estávamos nós, à meia-noite, na Plaza Nueva, como tanta gente. No entretanto da chegada a esse instante, fizemos o que de melhor há para fazer por lá: caminhámos a pé pela cidade e parámos nas esplanadas para aproveitar o sol de inverno.  



Ficámos alojados no Triana e aproveitámos para conhecer melhor o típico bairro da cidade, hoje reconhecido pelos bons restaurantes e animação noturna. Diz-se que é uma zona cara e conceituada, mas nele também se encontram bons restaurantes a preços convidativos. Experimentámos, desta vez, as massas da Pizzaria Don Camillo e Peppone, bem junto ao rio, e revisitámos o Phoenix Irish Pub, onde comemos uns bons acepipes mexicanos.    

Há muito para se visitar na cidade quando já não nos surpreendemos com a famosa Plaza de Spaña, e o Hard Rock Café de Sevilha é um desses locais. Bem aos estilo dos Hard Rock, com um certo ambiente vibrante pejado de memórias das emblemáticas figuras do rock do planeta, mistura-se com a arquitectura clássica e típica do edifício onde está localizado, fundindo-se com a cultura da cidade. Achei-o cheio de recantos interessantes para se estar, convidando a pedir algo para beber ou comer, só para se ficar a apreciar o seu ar icónico. 

À parte os detalhes fantásticos do Barrio Santa Cruz, de ruas estreitas e habitação muito típica, da áspera categral de recortes góticos, ou dos jardins de árvores centenárias com troncos retorcidos, o que mais me encanta em Sevilha não é o que se vê, mas sim o que se sente.   

Parece-me cada vez mais uma cidade intercultural, com gente vinda de todas as partes. Nessa miscelânea de pessoas, tropeçamos inevitavelmente, e a toda a hora, nos artistas de rua, nas ciganas que nos oferecem um ramo de alecrim enquanto nos tentam convencer a uma leitura da palma da mão, na música, agitação e talentos em cada recanto. Tropeçamos em gente bonita e elegante, em gente descontraída e noutras pessoas, que agitadas seguem pelas ruas à velocidade do seu dia-a-dia, rompendo por entre turistas de dias relaxados. 

Nas primeiras vezes que visitei a cidade, há uns anos atrás, lembro-me de ter achado os espanhóis antipáticos e impacientes e se ainda o são em alguns casos, porque culturalmente têm menos filtros do que os portugueses, também sinto que pela cidade se encontra gente simpática, que gosta de receber bem. No fundo adaptou-se, e quero acreditar que se vai moldando às pessoas. As cidades transitam e modificam-se à velocidade que lhes imperam as gentes. 

Então e vocês, já visitaram? 

12 comentários

  1. Passei em Sevilha a caminho de França, há imensos anos atrás, e não tenho grandes memórias da cidade. Espanha nunca chamou muito por mim, há algo no país que não me deixa com uma curiosidade louca de o conhecer... Mas sem dúvida que há cidades (e outros locais) que devem valer a pena. Pelo que contas, e pelas fotografias que aqui mostras, Sevilha parece ser um deles.

    Mundo Indefinido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não simpatizo necessariamente com as cidades espanholas (o que explica porque é que não tenho procurado conhecer Madrid, Córduba, Barcelona, ou outras tão conhecidas). É por isso que acho estranho que Sevilha me tenha conquistado. :D

      Eliminar
    2. Tens de conhecer Barcelona Vânia. é impossível não adorar!

      Eliminar
  2. Que fotos e descrição interessante! :) Nunca tive oportunidade de ir conhecer Sevilha, mas oiço falar sempre tão bem. Sem dúvida que está na lista, ainda por cima "tão pertinho".

    Automatic Destiny

    ResponderEliminar
  3. Não conheço Sevilha, mas depois de ver as tuas fotos fiquei com curiosidade. :)
    Ah e procura conhecer Barcelona... vale MUITO a pena. Já visitei 5 vezes e não me canso!

    ResponderEliminar
  4. É sem dúvida uma cidade muito bonita e com boa atmosfera! Mas continuo a preferir a comida portuguesa :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Haha passados uns dias a comer tapas enjoa. :D

      Eliminar
  5. Já estive em Sevilha com amigos e apaixonei-me pela cidade. É tão acolhedora! Ficou no meu coração, bem como muitos dos sítios que agora revi nas tuas fotografias. E que fotos lindas as tuas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também acho acolhedora. E gosto das avenidas largas e dos jardins. Não parece ser só betão amontoado. Deixa-nos respirar.

      Eliminar
  6. Nunca estive em Sevilha, mas tenho imensa vontade de lá ir. Talvez este verão haja essa oportunidade :p

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Instagram