Tempo para esperar na fila no Banco sem desesperar porque tenho uma lista de tarefas para fazer. Tempo para caminhar ao passo da avó sem desejar que ela andasse só um pouco mais depressa porque tenho que ir daqui para ali fazer isto e aquilo. Tive tempo para esperar que a senhora da ourivesaria centenária procurasse umas argolas pequenas em prata, supostamente guardadas em caixas dentro de gavetas perdidas e encontradas. Tive tempo para lhe perguntar há quantos anos estava naquela ourivesaria e interessar-me verdadeiramente pela resposta, desejando que fosse longa porque me apetecia ouvir histórias de gente desconhecida. Hoje sim, tive tempo para ver montras, mesmo não querendo especialmente comprar nada. Tive tempo para isso e para mais. Já não me lembrava o que é esta sensação despreocupada de ter tempo livre, montes dele, dias inteiros dele, para preencher a meu belo prazer. Hoje sim, tive tempo, porque estou finalmente de férias.

6 comentários

  1. E a minha questão é... Ela achou as argolas?

    ResponderEliminar
  2. Então boas férias e aproveita esse tempo :)

    ResponderEliminar
  3. Sabe tão bem a pessoa ter tempo para fazer tudo o que lhe apetecer ou simplesmente para não fazer nada e descansar, sem aquele stress do dia a dia! Rejuvenesce-nos mesmo!

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Instagram