Ser radical é abraçar uma causa de tal forma que se deixa toldar a capacidade de aceitação de que o outro tem direito a um posicionamento diferente, quebrando assim qualquer hipótese de diálogo construtivo. Ser radical é perder facilmente legitimidade e correr o risco de cair nas formas de estupidez mais redutoras de qualquer ser humano. Ser radical é uma treta muito grande, seja qual for o movimento ou causa de que se esteja a falar. 

3 comentários

  1. Respostas
    1. Igual, mas nem sempre conseguimos evitar radicalistas.

      Eliminar
  2. Ser radical é, acima de tudo, perigoso e limitador. Beijinhos

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.

Instagram